blogjucelioalmeida@gmail.com

Justiça Federal condena prefeito paraibano a sete anos de cadeia

Justiça Federal condena prefeito paraibano a sete anos de cadeia
O prefeito foi enquadrado nos crimes de fraude em licitação, apropriação e desvio de bens e rendas públicas

O prefeito de Esperança, Nobson Pedro de Almeida, mais conhecido como Nobinho, foi condenado a pena de 7 anos de detenção pelo juiz da 6ª Vara Federal, Gustavo de Paiva Gadelha. A decisão tem como base denúncia do Ministério Público Federal (MPF) que imputa a ele infrações como fraude em licitação e desvio de verbas federais.

As supostas irregularidades começaram a ser investigadas pelo MPF em 2016. A tese é de que houve fraude licitatórias e desvio de recursos na execução de um convênio firmado entre o Município de Esperança e o Ministério do Turismo.

Na decisão, Nobinho foi enquadrado nos crimes de fraude em licitação, apropriação e desvio de bens e rendas públicas, entre outros. Ele foi prefeito de Esperança de 2009 a 2012, período dos crimes, segundo o MPF. Em 2017 assumiu mais umas vez e em 2020 foi reeleito.

A defesa do prefeito de Esperança informou ao Conversa Política que vai recorrer da decisão. Segundo ele, as acusações eram gravíssimas, mas eles conseguiram afastar ‘toda e qualquer ligação do prefeito no cometimento de crimes’. “Infelizmente o gestor tem que responder até pelos atos dos outros, simplesmente por ser prefeito. Friso que não existe risco de prisão ou perda do mandato, muito menos inelegibilidade“, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *