blogjucelioalmeida@gmail.com

Por ser negra, eleita vereadora em Joinville foi até ameaçada de morte

Por ser negra, eleita vereadora em Joinville foi até ameaçada de morte
Primeira negra eleita vereadora em Joinville é ameaçada de morte por vaga a  suplente branco - 19/11/2020 - Poder - Folha
Ana Lúcia afirmou que antes mesmo da apuração dos votos estava sendo ameaçada

A vereadora Ana Lúcia Martins (PT) é a primeira mulher negra eleita para a Câmara de Vereadores de Joinville, no Norte catarinense. Desde domingo (15), com o resultado das eleições, ela vem recebendo ataques em redes sociais e até ameaças de morte.

A Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami) instaurou inquérito na tarde desta quarta-feira (18) por injúria racial e ameaça, após um boletim de ocorrência pelos mesmos crimes ser registrado.

“A priori é isso. O racismo a gente vai analisar posteriormente. Iniciamos agora a apuração dos fatos. Em relação à autoria, a gente ainda não tem”, detalhou a delegada Cláudia Cristiane Gonçalves de Lima.

Com 54 anos, Ana Lúcia está entre os 19 eleitos no domingo para o Legislativo no maior colégio eleitoral de Santa Catarina e recebeu 3.126 votos (1,18%).

Segundo a vereadora, antes mesmo de sair os resultados das urnas, começaram os ataques, que, depois, foram agravados por duas ameaças.

“Por meio de um perfil fake, recebi, por duas vezes, ameaças de morte, evidenciando que o problema central era eu ser a primeira mulher negra eleita da cidade”, disse Ana em uma rede social.

Um dos comentários direcionados a ela, por um perfil incialmente não identificado, diz: “Agora só falta a gente matar [sic] e entrar o suplente que é branco”.

 ‘Sabia que não seria fácil’

A vereadora eleita já foi ouvida pela polícia. Ela falou sobre o caso em suas redes sociais e diz que está com sua “integridade física ameaçada”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *