blogjucelioalmeida@gmail.com

“Bota a cabra pra berrar…” Quem é o autor do ‘hit’ mais ouvido na Paraíba após as eleições. Vídeo

“Bota a cabra pra berrar…” Quem é o autor do ‘hit’ mais ouvido na Paraíba após as eleições. Vídeo
Babau do Pandeiro persiste na música e vende os próprios CDs em bares de  Fortaleza - Primeira Coluna
José Maximiano, Babau do Pandeiro, é o cearense autor da musica mais ouvida após as eleições na PB: “Bota a cabra pra berrar”

A passos lentos, chega Babau do Pandeiro com as mãos cheias de CDs e para em frente de cada mesa do bar. Faz isso algumas dezenas de vezes por dia entre negativas, pedidos de selfie e um quase assédio de antigos admiradores. Aos 73 anos, o cantor ainda trabalha de quarta-feira a domingo, tentando sobreviver da própria música e emplacar um outro sucesso. “É a coragem que não me faz desistir. Se eu desistir, como é que eu vou viver? Só se eu tivesse outro meio de vida, mas não tem… Meu único meio de vida são a música, os shows e a venda de CD”, insiste.

Antes de 2006, José Maximiano de Sousa era um homem comum por trás de uma banca de jogo do bicho, na Avenida Tristão Gonçalves, no Centro de Fortaleza, que batucava algumas composições quando o movimento enfraquecia. “Bebe água, galinha” – o primeiro sucesso – nasceu assim. O segundo, “Bota a cabra pra berrar”, também. Difícil conhecer alguém no Ceará que não traga na memória os hits de Babau, seja pela simplicidade dos versos ou pela imagem marcante do velho compositor.

“Quando eu gravei ‘Bebe água, galinha’ veio gente de todo canto de Fortaleza para comprar CD da minha mão. Encheu de gente na minha banca, parecia um evento, uma diversão. Era carro demais que parava”, relembra o auge. Com o tempo, o público foi esfriando. Babau se aposentou do trabalho de registrar apostas no jogo do bicho em 2010, mas perseverou na música. Permaneceu trabalhando como faz desde que saiu de Sobral, no Norte do Ceará, e chegou a Fortaleza.

“Bota a cabra pra berrar, bé bé bé, na fogueira de São João, bé bé bé”. Esse é o refrão da música mais tocada na Paraíba após o resultado das eleições no último domingo, 15, quando novos prefeitos e prefeitas foram eleitos na maioria das cidades do estado, com exceção da Capital João Pessoa, que terá um segundo turno no próximo dia 29.

O hit se espalhou após ser usado pela militância dos gestores eleitos, como uma espécie de brincadeira contra os concorrentes que não conseguiram êxito no pleito. O barulho da cabra e o seu “bé bé bé” foi mais utilizado no interior do estado, onde o acirramento da política é mais acentuado. A música também se tornou fenômeno em João Pessoa depois de ter sido veiculada no programa Arapuan Verdade, da rádio Arapuan FM, no início da semana.

Babau do Pandeiro disse que se sente feliz pelo prestígio, embora não receba nenhuma remuneração pelo uso de sua música: “Não estou ganhando nada com isso”, disse.

O cantor e compositor cearense respondeu a pergunta que todos os ouvintes e internautas fazem neste momento: Afinal, qual a origem da letra? Segundo ele, essa e outras músicas surgiram quando Babau ainda trabalhava em uma banca, no Centro de Fortaleza, e compunha músicas aleatórias para passar o tempo. Algumas das músicas viralizaram e ele se tornou conhecido em todo o estado do Ceará.

A composição do hit que se tornou fenômeno nas eleições, segundo ele, é uma “lembrança” das cabras dos seus antigos vizinhos, que não paravam de perturbar com o barulho de “bé bé bé”, em um “chiqueiro” na cidade de Sobral, no norte do Ceará.

O barulho das cabras não parava nem no mês de Junho, época das fogueiras. Daí, segundo ele, o refrão: “Bota a cabra pra berrar, bé bé bé, na fogueira de São João, bé bé bé. Vou acender minha fogueira, vou brincando a noite inteira, dando viva a São João”.

Fonte Primeira Coluna/PolêmicaPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *