blogjucelioalmeida@gmail.com

O outro lado da Covid. Maquiadora fala do seu drama após dois meses com o comércio fechado (vídeo)

O outro lado da Covid. Maquiadora fala do seu drama após dois meses com o comércio fechado (vídeo)
Zuberlania

Sem dúvida, a Covid 19 segue marcando as famílias pela dor da perda de seus entes queridos. São milhares. Algo inimaginável. Mas, é fato que a doença deixa também um rastro famigerado, nada comparável, na economia. Deste outro lado da moeda, o Coronavírus já tomou o emprego, entre os meses de março e abril, de mais de um milhão e duzentos mil brasileiros. Outra estatística avassaladora fica na conta dos empresários, grandes ou pequenos, que fecharam seus estabelecimentos. A maioria sem perspectiva de reabrir.

Nesta relação de brasileiros atingidos duramente na vida pessoal, emocional e econômica, está Zuberlania da Silva Chagas. Maquiadora desde 1998, Zuberlania se estabeleceu nas proximidades do colégio Monteiro Lobato, em Sousa. Boa parte das mulheres da cidade já teve a oportunidade de elogiar o seu trabalho quando se prestigiaram a Zumakeup.

“É meu único meio de sustento e de minha família. Já faz dois meses e meio que parei de tudo. Já faz dois meses e meio que não entro no estúdio para fazer o que eu amo. Já faz esse tempo todo que eu não vejo um sorriso de uma cliente após meu trabalho. Não é fácil. É surreal. E eu sei que como eu muitos estão passando por isso. Mas eu vou seguir e aguardar em Deus porque tudo isso vai passar”. Embora o comércio fechado, Zuberlania não se refere ao seu trabalho no passado, mas sim no presente. Ela é maquiadora. Não foi. Talvez seja essa condição de ser, de não desistir, que lhe não permita perder a fé em dias melhores.

Maquiadora Zuberlania

Sem clientes, sem as festas de debutantes, formaturas, aniversários, casamentos. Enfim, sem uma renda que dava a ela e a filha uma vida digna e motivadora pela esperança de ampliar seu negócio, restaram as dívidas, a dor de demitir uma servidora. Por fim, o triste ato, um impacto ainda mais devastador  no seu emocional. O momento de ser obrigada a fechar as portas. A melancolia de ver o fruto de muito sacrifício e anos a fio desaparecer. Assim, como quem perde um ente querido.

Sem renda, sem nenhuma condição financeira de manter a casa, Zuberlania resolveu, junto com a filha, morar com os pais no Rio Grande do Norte. Se não encontrou o conforto emocional merecido aqui, certamente ao lado dos seus pais consiga buscar forças para recomeçar, quem sabe um dia. Quem sabe um dia…

5 thoughts on “O outro lado da Covid. Maquiadora fala do seu drama após dois meses com o comércio fechado (vídeo)

  1. Ana V A S Filgueira
    29 de maio de 2020 at 01:14

    Triste realidade.
    Milhares de empresas fechando, por consequência, outros tantos trabalhadores perdendo seus empregos.
    Empreendedores individuais, igualmente abalados.
    Não podemos perder a fé nem em Deus, nem na ciência.

  2. Umbelina
    29 de maio de 2020 at 02:51

    Oi, boa noite!
    Na verdade isso é um documentário sobre os profissionais da área de eventos sou a criadora do projeto isso não é uma matéria sobre um profissional e sim sobre a classe de trabalhadores de eventos. Criado por mim e pela super8filmes representado pela pessoa de Ermeson
    Agradeço a correção de sua matéria @umbelinaqueiroga e @ super8filmes
    Convido vc a assistir todo documentário no Instagram do mesmo

  3. Luzinete Lopes de Lima
    29 de maio de 2020 at 02:57

    É muito triste ver uma proficional da beleza passar por isso, não só ela mas todas as que trabalham com beleza, e o comércio em jeral, é o fim dos tempos, vamos orar minha amada, é pedir forças pra Deus porque só ele pra nós livra dessa bomba atômica. ..

  4. Umbelina
    29 de maio de 2020 at 03:06

    Boa noite !
    Na verdade isso é um documentário sobre as pessoas que trabalham com eventos e deixaram de trabalhar por causa da pandemia
    Sou a criadora do projeto juntamente com Ermeson da @super8filmes
    Agradeço a correção da matéria
    De uma olhada primeiro no projeto para a divulgação correta de sua matéria

    1. Jucélio Almeida
      29 de maio de 2020 at 18:11

      Boa tarde! Eu sei a origem do projeto. Dede já parabéns. Embora não tenha citado na matéria vcs, uma vez que focava apenas o caso da Zu, por tabela também foi ao publico o seu bom trabalho.

Comments are closed.